A Valia da Ação

*Leticia Chaves

 

Aprender. Poucos comportamentos humanos são inatos ou instintivos. A nossa forma de falar, pensar, sentir e agir é aprendida e transformada em experiências sociais e contatos com outros pares. Nossos pais sabem que estamos aprendendo a falar quando comunicamos o nosso primeiro “ma” ou “pa” e, então, diz-se de uma criança de 1 ano, que esta já sabe falar. Ao mesmo tempo, diz-se de um orador conceituado, que cativa o seu público com maestria, que ele sabe falar. Mas não se espera de uma criança um vocabulário robusto e se um orador não comunicar suas ideias com clareza, ele provavelmente não está no lugar certo…

 

O processo de construção de novas habilidades e competências leva tempo e envolve as condições internas e externas existentes para este aprendizado. O objetivo de cada aprendizagem depende das necessidades de uso daquilo e daquele que aprende. Revelamos os nossos saberes quando, em nossa ação, conseguimos responder a situações postas, a problemas colocados, utilizando aquilo que aprendemos ao longo da vida.

 

No momento em que, diante uma situação nova, alguém identifica que possui as condições necessárias para lidar com a situação, através da interconexão entre diversos saberes, informações, conhecimentos prévios, experiências vividas e, ainda, quando esta situação lhe tem algum significado, este sujeito sente-se seguro para responder ao que a nova experiência lhe exige. Agrega-se a isto, a presença de um ou mais pares disponíveis para auxilia-lo em questões ainda não vivenciadas ou previstas e o resultado certamente será a revelação daquilo que se sabe e o investimento pessoal na busca pelo que se almeja alcançar.

 

Ao contrário, quando se solicita que alguém responda a situações sem significado ou com exigências acima das suas possibilidades naquele momento, quais são as reais possibilidades desse sujeito expressar as construções que ele já possui?

O que implica, a quem interessa e por que é necessário avaliar?

 

Como tornar o processo de descobrir e revelar o que se sabe, num momento de realização, de satisfação, pela experiência de dar-se conta do quanto se é capaz, do que se pode produzir e pela ativação da curiosidade e busca pelo que é necessário, ainda, aprender?

Na condição de educador, é possível propor desempenhos progressivos de compreensão, em que se revele continuamente ao longo do processo de aprendizagem (e não apenas ao final de um ciclo, semestre ou ano) aquilo que se está a aprender, a partir de algo que seja desafiador e instigante para os educandos?

 

A forma mais coerente de perceber se alguém desenvolveu determinado conhecimento, habilidade, atitude, dá-se diante de situações que exigem que ele expresse as competências necessárias para tanto. Ou seja, dá-se a partir da ação. Entretanto, a possibilidade desta ação/competência expressar-se e constituir-se como uma aprendizagem significativa, que se mantenha e permita o refinamento à medida em que as exigências de resposta se sofistiquem, relaciona-se, para além daquilo que se pretende ensinar, especialmente com aquilo que se deseja aprender.

 

Neste processo, avaliar deixa de ser um ato de verificação do que alguém que ensina deseja que outro alguém tenha aprendido. Mais do que identificar as falhas e as faltas, torna-se um processo vivo e contínuo de investigação, de realização, de consciência do ponto em que se está e das condições que se tem, individual e coletivamente, para se desenvolver até os objetivos daquele que aprende. É sobretudo comprometer-se com o desafio de compreender, agir e refletir sobre a própria ação. Tendo sempre a tranquilidade de perceber que este desafio não se encerra nunca e exige flexibilidade para lidar com os próprios conceitos e preconceitos, saberes e não saberes.

 

*A autora é psicóloga e atua como consultora associada na ESSE Consultoria, no Projeto Moatize – Tete – Moçambique.

lelachaves@gmail.com

 

voltar

Sobre a ESSE

 

Com o provérbio latim Ab esse ad posse – De ser, a saber – da existência das coisas, podem-se estar certos da sua possibilidade. Aqui está a ESSE e são muitos os seus caminhos.

Esse Consultoria Ltda 2011. Todos os direitos reservados.
Endereço: Av. Tancredo Neves, nº 620
Condomínio Mundo Plaza, sala 1005
Caminho das Árvores - Salvador - BA
Telefone: 71 3036-3009